sexta-feira, 3 de abril de 2009

Catalizador ou inibidor

Ok, sexo é antes de mais um acto corporal, um jogo de silêncios e de percepção sensorial, mas...

...mas de vez em quando apetece verbalizar em jeito de catalizador, de partilha e envolvimento cúmplice...esse catalizador não inclui palavras diccionáveis mas sim outras que as substituem e são muito mais fortes e substantivas.

Não é uma linguagem que ache que funcione na antecipação do acto, aí é o reino da subtileza e do erotismo ou mesmo do humor. Acho até que poderá ser contraproducente, se efectuada fora da “janela de oportunidade”.

Feito este aparte, e como sou educado, (ou preconceituado) não consigo usar calão fora do acto sexual, onde a tesão é máxima, e claro, se a parceira for receptiva, o que é fácil verificar.

Mesmo assim haverá, julgo, uma oratória centrada no individualismo e na auto-satisfação e outra na partilha, na busca da satisfação reciproca, mas atenção, assim como a linguagem corporal pode ser simulada, a teatralização excessiva da linguagem pode ser pior que estar calado.

10 comentários:

A Silenciosa disse...

Posso subscrever? posso?

i just can´t get enough disse...

Acho que se existir cumplicidade estas lacunas deixam de existir.No entanto falar e raçar ao mesmo tempo me distrai.A empatia dos corpos já comunica por si mesma, gemer e dizer algumas palavras proporcionadas pelo prazer, pela dor, pelo misto das duas, pela diversão, pelos sorrisos e risos, apertar, morder, lamber, sentir tudo isto são formas de comunicação, de aceitação do outro.
Óbvio que será mais prazeroso se estas formas de comunicação forem genuínas de ambas as partes.Bjinho

Vulgar disse...

Silenciosa,
be my guest.
bjs

Vulgar disse...

i just,
"raçar"... essa não tinha ouvido ainda.
Beijos

loirices disse...

vulgar ok poderia subscrever quase tudo, excepto que antes de acto corporal (que pode não ser) uma linguagem de instintos.

Vulgar disse...

Loirices,
Tens razão num momento de exaltação ou de perda de controle não há nada que pare a verborreia...
Bjs

Madame Belle de Jour disse...

amén! Ai, se soubesses as torturas que passo com o meu gajo para o soltar a dizer umas ordinarices... nem um putinha fode lhe consigo sacar.... :S

Akrasia disse...

Let it flow and feel it come together...

kiss

Vulgar disse...

Belle de Jour,
Vais ver que isso vem com o tempo... ou com a noite.
Bjs

Vulgar disse...

Akrasia,
come together... sem dúvida, é o resultado.
Bjs