terça-feira, 12 de maio de 2009

A Beleza

Pâris filho do rei de Troia, foi encarregado por Zeus de escolher de entre as deusas do Olimpo aquela que deveria receber uma maça de ouro com a inscrição "à mais bela". A escolhida foi Aphrodite a deusa do amor, que em reconhecimento ao seu novo protegido prometeu-lhe o amor da mais bela das mortais, Helena, que estava casada com o rei de Esparta, Menelas.
Foi portanto pela beleza de uma deusa e de uma mortal que se iniciou a guerra de Troia.

A beleza, quando é sublime, assalta-nos, submerge-nos e quebra as nossas defesas. É fatal, turbulenta, inspirou todos os clássicos, os contos da fada, inúmeros romances, os filmes e cria as deusas do cinema.

Desde a escola primária os alunos mais atraentes são previligiados pelos professores e pelos seus colegas. Profissionalmente a diferença de salários e de oportunidades entre os belos e os feios tem uma dimensão insuspeita.
A beleza é uma espécie de diploma, ou pelo menos de passaporte ou de capital humano que o mercado de trabalho reconhece facilmente.

A associação insconsciente entre beleza e valor, entre pureza dos traços e da alma, altamente evidenciada pela literatura é apenas um jogo desta forma de descriminação positiva, quase completamente inconsciente.

10 comentários:

Iris R. Costa Barroso disse...

E quando a beleza é o ponto de partida para a descoberta do que está por baixo, não há quase nada que possamos fazer contra os factos que relataste.

Bjs,

Felina disse...

Beleza/versus/poder/versus/dinheiro

Isabbelle disse...

A beleza pode ser inebriante...
O texto que resume bem como nos portamos diante do que achamos belo...como pensamos....
Ainda que incoscientes...

alfabeta disse...

Abordaste um tema interessante, porque na realidade é assim que as coisas se passam.

Blanche disse...

Eu diria até, completamente consciente...somos humanos..beijo.

Vulgar disse...

Iris,
sim, se o que está por baixo é igualmente belo, não é?
Bjs

Felina,
um trio de respeito... para um único impulso.
(um pouco enigmático, não?)
bjs

Isalbelle,
...belle...e como nos portamos... às vezes dou por mim atrapalhado a fazer coisas ridículas.
bjs

alfabeta,
nos meus tempos de faculdade ia às festas e convívios (ainda há disso?) com um amigo que tinha um "íman" potentíssimo, que me fez conhecer muita gente que de outra forma provavelmente não aconteceria.
é o meu exemplo dessa realidade.
bjs

Blanche,
Tens razão, essa vertente existe... e está de boa saúde...
bjs

Felina disse...

O que eu queria dizer é que há muita conversa sobre os valores humanos, a beleza interior, blá blá blá mas são sempre os belos e os endinheirados que chegam primeiro

Vulgar disse...

Felina,
precisamente.
bjs

tronxa disse...

é...

é chato ser linda!!!












eheheheehheeheh

(estes comentarios sao muito compostinhos!!!)

Vulgar disse...

tronxa,
podes sempre descompor... a ver se eu me importo...eehehe.

bjs, e venha de lá a irreverência..